Departamento para a Prevenção e o Tratamento da Violência na Família

NA’AMAT – O Movimento pela Valorização do Status da Mulher em Israel trabalha para prevenir o fenômeno da violência contra a mulher dentro da família e na sociedade.

- As estatísticas mostram que existem mais de 200 mil mulheres agredidas em Israel e meio milhão de crianças expostas à violência doméstica durante o período de um ano.

- NA’AMAT mantém dois centros para a prevenção e o tratamento da violência, em Tel Aviv e em Haifa, além de um abrigo em Tel Aviv para mulheres agredidas e seus filhos.

- O Centro Glickman em Tel Aviv tem, debaixo do mesmo teto, um abrigo para mulheres agredidas e seus filhos e um centro de aconselhamento e tratamento para mulheres agredidas, homens violentos e crianças expostas à violência.

- O Centro foi criado em 1993 pelo Fundo de Desenvolvimento de Tel Aviv junto com NA’AMAT Canadá.

- A SEÇÃO ABERTA:

- Aconselhamento e orientação para vítimas de violência física ou psicológica, diagnóstico imediato e risco futuro.

- Reabilitação para homens agressores.

- Grupos de apoio e tratamento para mulheres agredidas.

- Tratamento de crianças expostas à violência na família.

- Aconselhamento jurídico.

- Uma “linha vermelha”.

- Palestras e seminários para profissionais como juízes, assistentes sociais, policiais,pessoal do exército e equipes médicas.

- Atividades para adolescentes, estudantes, mulheres soldados e cidadãos idosos.

A equipe do Centro inclui assistentes sociais, psicólogos, advogados e conselheiros educacionais.

O ABRIGO

O abrigo para mulheres agredidas está localizado na seção fechada do Centro Glickman. Ele acolhe mulheres judias e árabes, veteranas e novas imigrantes, seculares e observantes tradicionais.

O abrigo proporciona um ambiente seguro para mulheres em situações extremamente perigosas que vêm de todos os cantos do país.

A equipe profissional trabalha em cooperação com agências comunitárias que dão assistência a mulheres e crianças: escolas, jardins de infância, uma mãe da casa e um conselheiro profissional para crianças. Um grupo de voluntárias trabalha lado a lado com a equipe.

Durante o ano o Departamento de Prevenção da Violência trata cerca de mil mulheres agredidas e mais de cem homens agressores em terapia de grupo. Cerca de 50 mulheres e 60 crianças são alojadas no abrigo durante o período de um ano.